Ação desenvolvida pelo vereador Cris Moraes é inspirada na atividade criada pela protetora Grasiela Centeno, do município de Sapucaia". Felipe Figueiró/Divulgação

Para evitar atropelamentos, cães comunitários recebem coleiras refletivas em Canoas, RS

Os cães comunitários de Canoas começam a receber, na próxima segunda-feira (2), coleiras refletivas. A intenção é evitar atropelamentos, já que as coleiras, refletem as luzes dos faróis dos carros e brilham, alertando os motoristas. A ação também deve servir, segundo o Vereador Cris Moraes, idealizador do projeto em Canoas, para fazer um levantamento geral de cães comunitários no município.

As coleiras terão identificação e numeração. Para receber as coleiras refletivas, os cães precisam ser tutelados pela comunidade onde residem e castrados.

Para cadastramento de cães no projeto o vereador Cris Moraes disponibilizará à comunidade, a partir da próxima segunda-feira, 2, nas suas redes sociais, um formulário de solicitação. A partir deste formulário será agendada a colocação das coleiras nos cães. A intenção é, em um curto prazo, levar a coleira a todos cães comunitários do município. A página do vereador no facebook é “fb.com/CrisMoraesRS”. Fica o alerta para que essas
coleiras não devem ser retiradas dos cães.

Esta ação, segundo o vereador, é um segundo passo do projeto “Eu paro para os animais”, iniciado em 2017, e que tinha como objetivo distribuir adesivos que foram colados em carros, alertando outros motoristas, com a frase “Cuidado! Eu paro para os animais”.

O projeto das coleiras refletivas foi criado pelas protetoras Grasiela Centeno e Maria Luiz Duarte, participantes do grupo de simpatizantes da causa animal, na cidade de Sapucaia. A ideia surgiu a partir da preocupação das protetoras com o alto índice de atropelamentos de cães na cidade vizinha.

Fonte: Diário de Canoas

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.