Perda de visão, febres altas e animais mortos: praia na Rússia passa de paraíso a ‘cemitério’

Perda de visão, febres altas e animais mortos: praia na Rússia passa de paraíso a ‘cemitério’

Vários animais marinhos deram à costa numa praia turística em Kamchatka, Rússia,  depois de surfistas terem apresentado queimaduras nos olhos. Testes à qualidade e pureza mostraram uma grande presença de petróleo nas águas. 

O primeiro sinal de que algo de errado se passava na pitoresca praia de Khalaktyr, uma paisagem normalmente preenchida por banhistas e surfistas, tornou-se evidente quando pessoas começaram a desenvolver sintomas após mergulharem no oceano.

DURANTE SEMANAS, REPARAMOS QUE TODOS OS SURFISTAS QUE AQUI ESTIVERAM REGISTARAM PROBLEMAS NOS OLHOS DEPOIS DE REGRESSAREM DA ÁGUA”, disse Yekaterina Dyba, uma representante de uma escola de surf local, numa publicação nas redes sociais.

 

Perda de visão, febres altas, náusea e dores de garganta foram alguns dos sintomas descritos pelos surfistas e banhistas daquela praia.

Depois dos primeiros casos terem sido reportados às autoridades de saúde, os banhistas ficaram chocados ao descobrirem restos mortais de polvos, caranguejos, estrelas marinhas e ouriços do mar. “É UM CEMITÉRIO”, disse uma pessoa que descreveu a situação para o Twitter.

 

A associação Greenpeace declarou a situação um “desastre ambiental”. Entretanto, autoridades determinaram que a concentração de petróleo na água é 3.6 vezes maior do que o normal.

Alexey Kumarkov, consultor ambiental da autarquia de Kamchatka disse à imprensa local que a causa da morte dos animais ainda não é conhecida.

Por Henrique Magalhães Claudino

Fonte: TVI24

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.