Pesquisa aponta grande simpatia à causa animal, mas poucas denúncias de maus-tratos

Pesquisa aponta grande simpatia à causa animal, mas poucas denúncias de maus-tratos

Muito engajamento na causa animal, mas poucas denúncias. Esses são alguns dos retratos obtidos através de uma pesquisa realizada pelo Ibope a pedido do Carrefour Brasil. Segundo o levantamento, 82% dos 2.000 entrevistados se identificam como apoiadores da causa. O número de quem afirma ter presenciado algum tipo de maus-tratos é ainda maior: 92%. Mas apenas 32% já realizaram resgate e só 17% denunciaram o que viram.

Entre os principais maus-tratos destacados na pesquisa realizada pelo Ibope, estão animais passando fome e sede, e sendo agredidos. A voluntária da ONG Patas Dadas, Laura Padilha, acredita que alguns fatores, como o desconhecimento e a ineficiência do poder público podem estimular a indiferença: “Desconhecem os meios para poder denunciar, ou então não acreditam que vá realmente dar algum resultado”.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 26 de outubro, pela internet, com um público com mais de 16 anos. Segundo o levantamento, 67% dos internautas pesquisados afirmam já ter presenciado animais abandonados em suas cidades, somente 32% já realizaram resgate e 30% adquiriram seus pets em eventos de adoção.

Menos da metade das pessoas consultadas, 44%, argumentam que a melhor forma de ter seu primeiro pet seria adotando. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, são mais de 30 milhões entre cães e gatos no Brasil.

Por Jônatha Bittencourt

Fonte: Porto 24 Horas Alegre

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.