‘Pet shop dos horrores’ em Carapicuíba (SP): fiscais encontram animais mortos em estado de decomposição

‘Pet shop dos horrores’ em Carapicuíba (SP): fiscais encontram animais mortos em estado de decomposição
Em fiscalização apos denúncias de mortes de animais por maus-tratos, ficalização encontrou cães em estado de decomposição / Foto: reprodução

A Polícia Militar Ambiental e ativistas da causa animal estiveram, neste domingo (28), na “pet shop dos horrores” em Carapicuíba. O dono do estabelecimento, no Jardim Maria Beatriz, é acusado de maus tratos que inclusive causaram mortes de animais e de atuar indevidamente como veterinário. 

Na fiscalização deste domingo, foram encontrados na pet shop Cani Care dois cães mortos em estado de decomposição, além de animais presos, sem alimentação há dias, segundo o guarda municipal e ativista da causa animal Leandro Rodrigues. “Estou pasmo com o que encontramos”, declarou.

Além dos animais mortos encontrados, foram resgatados dois hamsters, um coelho, um porquinho da índia e um cachorro vivo, todos com indícios de maus-tratos. O dono do estabelecimento, Nelson Souza, foi multado em R$ 24 mil pela Polícia Militar Ambiental por crime de maus-tratos. A ocorrência foi registrada no 1º DP de Carapicuíba. 

As denúncias contra o proprietário da pet shop Cani Care começaram a vir à tona na semana passada, com denúncia do GCM e ativista Leandro Rodrigues após a morte do cachorro Scooby, que morreu após supostamente sofrer maus-tratos durante procedimento de banho e tosa no estabelecimento.

Scooby em seus últimos minutos de vida e local onde animal teria sofrido maus tratos durante banho e tosa em pet shop / Fotos: reprodução

Em seguida, apareceram outras denúncias, como sobre a gata Cristal, que morreu após banho dado na pet shop. Para ela e para o cão Scooby, o dono do estabelecimento teria dado calmante para facilitar o procedimento, mas ele não teria registro como veterinário e, portanto, não poderia medicar os bichos.

Ameaça

Questionado, o proprietário da pet shop fez ameaças à tutora de Cristal: “‘Tá’ achando que eu sou o quê, para falar essas m* pra mim? Vou perder a paciência, se eu encontrar a senhora vai dar m* para a senhora. Já estou te avisando de agora”, declarou, em áudio divulgado por reportagem da Record TV.

Reprodução / Record TV

A tutora de outro cachorro morto após banho e tosa na “pet shop dos horrores” em Carapicuíba diz que uma ex-funcionária do estabelecimento relatou a ela uma série de maus-tratos praticados no local. Entre eles, castrações sem anestesia.

Além dos maus-tratos, a suspeita é que Nelson Souza vinha atuando como veterinário ilegalmente. O número de registro profissional utilizado por ele em receitas pertence, na verdade, a outro veterinário.

Fonte: Visão Oeste

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.