Petição defende acesso dos cães a estabelecimentos comerciais em Portugal

Petição defende acesso dos cães a estabelecimentos comerciais em Portugal

Está disponível uma permissão que defende a entrada de animais em estabelecimentos comerciais, terminando com a angústia dos tutores que precisam de fazer uma compra ou apenas tomar um café e não o podem fazer para não deixarem o cão ‘abandonado’.

Disponível para ser assinada desde o início da semana passada, a petição recorda que há vários empresários que até gostariam de permitir o acesso dos animais aos estabelecimentos, mas que estão legalmente impedidos de o fazer.

O documento cita também os vários exemplos que ocorrem noutros países, como é o caso dos cafés temáticos, onde os clientes podem conviver com cães, gatos ou outros animais enquanto consomem.

“Atendendo a que os animais fazem cada vez mais parte da vida dos portugueses, tido por muitos como parte do seu agregado familiar, é também mais comum que os acompanhem nos períodos de lazer e noutros momentos do seu dia-a-dia, sendo por isso natural que também pretendam fazer-se acompanhar do seu cão, por exemplo, quando vão lanchar a uma pastelaria”, salienta o texto da iniciativa.

Argumentando que cabe aos proprietários dos estabelecimentos a “liberdade de escolha”, a petição alerta que “a redação actual do Decreto-lei n.º 10/2015”, de 16 de janeiro, “impede que os animais tenham que esperar presos à porta dos supermercados ou no interior do automóvel enquanto o seu detentor faz uma compra, situação que provoca grande ansiedade aos animais e muitas vezes culmina num acidente em que o bem-estar dos animais ou pessoas é colocado em causa”.

A petição, disponível nesta ligação, já conta com mais de 7400 assinaturas.

Fonte: PT Jornal

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.