Pintor é multado após receber encomenda com sete aranhas e uma lagartixa australiana

Pintor é multado após receber encomenda com sete aranhas e uma lagartixa australiana
Lagartixa australiana estava dentro de encomenda interceptada em Limeira — Foto: Wagner Morente/Comunicação GCM Limeira

Um pintor de 41 anos foi multado pela Polícia Ambiental após receber, pelos Correios, sete aranhas e uma lagartixa australiana da espécie gecko em Limeira (SP). Na casa dele, a polícia e o Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) encontraram outras 98 aranhas, todas mantidas em situação irregular.

A encomenda partiu de Itajobi (SP) e, quando chegou na central de despachos de mercadorias de Limeira, passou pelo equipamento de raio-x. Uma funcionária percebeu que havia aranhas dentro do pacote e acionou a GCM, já que despachar animais é proibido.

Na declaração de conteúdo, a remetente informou que havia estufa para plantas no pacote. Quando os agentes da GCM abriram, encontraram seis filhotes de aranhas da espécie nhandu chromatus e uma adulta tarântula da espécie vitalius sorocabae.

Tarântula foi enviada pelo correio para pintor de Limeira. — Foto: Wagner Morente/Comunicação GCM Limeira

Havia, ainda, um outro compartimento com uma lagartixa gecko australiana. Os guardas foram ao imóvel que receberia a encomenda, que fica no Jardim São João, e encontraram outras 98 aranhas, todas mantidas em um cômodo.

Aos guardas, o pintor falou que criava os animais por hobby e que comprou os enviados pelo correio por R$ 300. A pessoa que enviou as aranhas e a lagartixa não queria mais mantê-los, afirmou.

No entanto, outras caixas de encomenda foram encontradas na casa do homem, que admitiu, segundo a guarda, que vendia alguns por R$ 20, já que eles procriavam e necessitavam de espaço.

Animais eram mantidos em imóvel onde pintor de Limeira mora. — Foto: Wagner Morente/Comunicação GCM Limeira

O pintor foi indiciado por utilizar animais da fauna nativa ou silvestre sem permissão, licença ou autorização. Ele também responderá por introduzir no Brasil espécie animal sem parecer técnico e licença, já que foi pego com a lagartixa australiana.

Apesar de multado, ele permaneceu com os animais como fiel depositário, informou a GCM. Com isso, deve mantê-los saudáveis até a Justiça decidir para onde serão levados. As multas podem chegar a R$ 500 por cada animal encontrado.

Aranhas ficavam em potes de plástico na casa do pintor. — Foto: Wagner Morente/Comunicação GCM Limeira

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.