Pit bull é agredida no DF e ONG suspeita até de abuso sexual

Pit bull é agredida no DF e ONG suspeita até de abuso sexual
Foto: Divulgação

A entrada de um edifício no Núcleo Bandeirante virou ponto de vigília de ativistas protetores de animais desde o sábado (29/10). Representantes de entidades tentam resgatar uma cadela da raça pit bull que, segundo moradores do prédio, é agredida frequentemente pelo tutor. Vizinhos suspeitam que o animal chegou a ser violentado sexualmente. O caso foi parar na delegacia.
“Há a suspeita de que ele abuse sexualmente da cachorra, porque ela está com o órgão sexual ferido, muito inchado e sangrando, diferentemente de quando uma cadela fica no cio”, afirma Noêmia dos Santos, presidente da ONG Resgates em Brasília. “Vizinhos nos acionaram e relataram que, diariamente, ouvem o tutor agredindo o animal, que uiva e chora muito”, acrescenta Wanessa Costa, protetora independente.

Um morador do prédio, que pediu para não ter o nome divulgado, confirmou ao Metrópoles que as agressões são constantes. Ele relata que já viu o acusado chutar e até mesmo jogar pedras no pit bull.

Após receber a denúncia, os protetores de animais acionaram o Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal, que levou o homem e a cadela à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) no sábado (29). A Polícia Civil, entretanto, não confirmou à reportagem se houve abertura de boletim de ocorrência.

Ainda de acordo com a ONG, o acusado de maus-tratos e a cadela foram liberados e voltaram para casa no sábado (29). Revoltadas, cerca de 30 pessoas permaneceram no local. Na tarde deste domingo (30), tentaram invadir o edifício, localizado na Terceira Avenida do Núcleo Bandeirante.

Veja vídeo do pit bull machucado e sangrando

À espera de autorização judicial

De acordo com Noêmia, a polícia alega que não pode retirar o animal do proprietário sem que haja autorização judicial. A ONG acionou o Ministério Público e aguarda liminar para que a cadela seja levada para um novo abrigo.

A reportagem tentou contato com o tutor do animal, mas não obteve sucesso até a última atualização desta matéria.

Pit bull agredida pelo tutor sangra na rua.
Pit bull agredida pelo tutor sangra na rua.
Vigília em prédio no Núcleo Bandeirante onde pit bull foi agredida pelo tutor.
Vigília em prédio no Núcleo Bandeirante onde pit bull foi agredida pelo tutor.
A Polícia Ambiental foi acionada e levou o tutor à 1ª DP.
A Polícia Ambiental foi acionada e levou o tutor à 1ª DP.
No domingo (30), a PM voltou ao prédio.
No domingo (30), a PM voltou ao prédio.

Por Larissa Rodrigues / Daniel Ferreira

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.