Pitbull foge de casa, é encontrada amarrada e tutores suspeitam de abuso

Pitbull foge de casa, é encontrada amarrada e tutores suspeitam de abuso
Foto: Direto das Ruas

Pitbull fugiu de casa, foi encontrada amarrada e tutores suspeitam de abuso após o animal voltar e aparecer com as partes íntimas machucadas. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (28), no bairro Centro Velho, em Ribas do Rio Pardo, MS.

A dona de casa Roseli Pompone, de 58 anos, conta que Mel fugiu de casa por volta das 5h da manhã, quando seu neto saiu de casa. Por volta das 11h, um vizinho foi até a casa levando a cachorra dizendo que havia encontrado ela amarrada.

“Ele disse que ouviu ela latindo e foi ver. Quando chegou, ela estava amarrada com um fio de telefone. Ela estava muito assustada quando chegou em casa, tentamos dar ração e acalmá-la”, disse.

Apesar de ninguém ter testemunhado, Roseli diz que desconfia que Mel tenha sido abusada pois estava com as partes íntimas feridas, inchadas e vermelhas. A boca da cachorra também estava machucada. A mulher ainda conta que a pitbull não entra mais no cio, pois já foi castrada, descartando a possibilidade de uma cruza com outro cão na rua.

“Aqui na rua todo mundo ficou com medo, porque se faz isso com um cachorro faz com qualquer um, adulto, criança. Foi uma surpresa pra nós, porque a gente não entende como um ser humano faz isso com o cachorro. Quem faz isso não é nem ser humano, é um monstro”, finaliza.

Crime – Praticar crime de zoofilia ou bestialidade, ou quaisquer outros maus-tratos físicos a um animal silvestre ou doméstico é crime, previsto no art. 164-A, do Código Penal Brasileiro. A pena é detenção de 2 a 4 anos e multa.

Fonte: Campograndenews via Ponta Porã Informa

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.