Pitbull resgatado acorda do coma; entenda caso bárbaro de maus-tratos em Piracicaba, SP

Pitbull resgatado acorda do coma; entenda caso bárbaro de maus-tratos em Piracicaba, SP
Divulgação

Dois dois cachorros resgatados em estado grave na última sexta-feira (26), após denúncia de maus-tratos atendida pelo Setor de Direito Animal da Guarda Civil Metropolitana (GCM), receberam tratamento médico e estão se recuperando sob cuidados do Departamento de Bem-Estar Animal (DBEA), da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Simap). O pitbull, que estava no estado mais crítico, chegou ao DBEA em coma, e um filhote também foi resgatado em estado grave. Outros quatro cães, que estavam no mesmo imóvel, no bairro Paulicéia, foram atendidos e também se recuperam em lares temporários.

De acordo com o veterinário do DBEA, Gustavo Moraes, o pitbull foi atendido desacordado em estado iminente de óbito, mas após passar por uma transfusão sanguínea, o estado de saúde dele foi estabilizado. “Ele acordou do coma no sábado (27/04), conseguiu comer e no domingo (28/04) ele até levantou. Chegamos a achar que ele não iria aguentar, mas ele reagiu superbem ao tratamento. Estava lutando pela vida mesmo.”

O outro cachorro resgatado em estado grave, um filhote sem raça definida que precisava de atendimento com urgência para sobreviver, também foi medicado e se recupera bem. Ele está em estado estável de saúde e recebe tratamento de uma provável pneumonia.

Os outros quatro cachorros estavam apáticos, mas sem risco de morte. Os seis animais foram levados para lares temporários, e os dois que ainda necessitam de atendimento médico estão sob responsabilidade do Departamento de Bem-Estar Animal recebendo tratamento veterinário. Todos serão encaminhados para adoção assim que estiverem recuperados.

O CASO – Os seis cachorros foram encontrados no quintal de uma casa na rua Primeiro de Maio, bairro Paulicéia, na sexta-feira, 26/04, após a GCM uma denúncia de maus-tratos feita pelo SIP 156 (Serviço de Informação à População).

O cão da raça pitbull foi encontrado deitado no quintal do imóvel aos fundos em estado crítico de saúde, em uma área cheia de fezes e sem cobertura do sol. O filhote também foi encontrado na casa em estado de saúde delicado. O tutor do animal disse aos guardas que estava ciente do estado de saúde do cachorro, mas que não teria condições financeiras de levar para tratamento médico. Como ele se recusou a chamar um veterinário, os guardas acionaram o Departamento de Bem-Estar Animal da Prefeitura.

O Setor de Direito Animal da GCM apreendeu os seis cachorros, que foram levados para análise e tratamento adequado na DBEA. O homem foi detido e conduzido para prestar depoimento na UPJ (Unidade de Polícia Judiciária), onde o caso foi registrado como maus-tratos por negligência.

Fonte: Sampi

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.