PM apreende diversos animais silvestres em União dos Palmares, AL

PM apreende diversos animais silvestres em União dos Palmares, AL

Responsável direto pelo policiamento ambiental nos 102 municípios alagoanos, o BPA realizou nessa quinta-feira, 22, uma grande operação na cidade de União dos Palmares, distante cerca 80 quilômetros da capital Maceió, para combater várias irregularidades ambientais na região.

A principal atividade ilegal que contraria a Lei 9.605/98, observada pelos policiais na cidade, foi a criação de animais silvestres em cativeiro sem a licença dos órgãos competentes. Dezenas de pássaros de espécies variadas e algumas delas em risco de extinção como o trinca-ferro, graúnas, sofreu, sabiás, galos de campinas, sanhaços, além de mamíferos como o quati, foram apreendidos e entregues ao Ibama.

Um empresário da cidade chegou a ser conduzido a 3ª Delegacia Regional, onde foi lavrado um TCO em desfavor do mesmo por manter animais silvestres em cativeiro e maus tratos.

De acordo com o Capitão Viana, supervisor do Batalhão Ambiental, a operação terá sequência até o final do mês, devendo se estender ainda para o agreste e sertão alagoanos. Responsável direto pelo policiamento ambiental nos 102 municípios alagoanos, o BPA realizou nessa quinta-feira, 22, uma grande operação na cidade de União dos Palmares, distante cerca 80 quilômetros da capital Maceió, para combater várias irregularidades ambientais na região.

A principal atividade ilegal que contraria a Lei 9.605/98, observada pelos policiais na cidade, foi a criação de animais silvestres em cativeiro sem a licença dos órgãos competentes. Dezenas de pássaros de espécies variadas e algumas delas em risco de extinção como o trinca-ferro, graúnas, sofreu, sabiás, galos de campinas, sanhaços, além de mamíferos como o quati, foram apreendidos e entregues ao Ibama.

Um empresário da cidade chegou a ser conduzido a 3ª Delegacia Regional, onde foi lavrado um TCO em desfavor do mesmo por manter animais silvestres em cativeiro e maus tratos.

De acordo com o Capitão Viana, supervisor do Batalhão Ambiental, a operação terá sequência até o final do mês, devendo se estender ainda para o agreste e sertão alagoanos. 

Fonte: Já é Notícia

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.