SP saojoaodaboavista suspeito1 H

Polícia abre inquérito para apurar maus-tratos a porco em São João da Boa Vista; vídeo

Imagens registradas em São João da Boa Vista (SP) causaram indignação. Suspeito agrediu animal com socos, cortou a garganta e bebeu o sangue.

SP saojoaodaboavista suspeito1Imagens de maus-tratos a um porco em São João da Boa Vista (SP) causaram indignação nas redes sociais. Um homem, filho de um comerciante conhecido na cidade, espera a câmera gravar para começar a socar o bicho. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso.

O vídeo, que já tem mais de 16 mil visualizações, mostra o homem dando 12 golpes no animal imobilizado. Em seguida, ele corta a garganta do bicho com uma faca e bebe o sangue enquanto o porco agoniza.

O vídeo foi compartilhado e causou uma grande reação de defensores de animais e associações de proteção. Todos condenaram a violência gratuita e muitos pediram que a polícia tome providências contra o homem que mora no bairro Alegre.

Ainda de acordo com a polícia, abandono e maus-tratos a animais é crime. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo art. 32, da lei federal nº. 9.605 de 1998 (lei de crimes ambientais). A pena prevista é de detenção de 3 meses a 1 ano e multa.

As imagens do vídeo abaixo são fortes.

Justificativa

SP saojoaodaboavista suspeitoNesta segunda-feira (23), a Frente de Liberação Animal postou em sua página um vídeo em que o homem que matou o porco tenta justificar o ato. “Gostaria de pedir desculpas a algumas pessoas de alguns atos que a cabeça não anda muito boa até procurar um tratamento, faz alguns atos que não condiz com a real personalidade”, disse ele em um trecho do vídeo.

Ativista na causa animal, Graciana Rizzo disse que a situação é inaceitável. Segundo ela, nenhum animal merece esse tipo de morte ou sofrimento como foi o caso do porco.

A presidente da Associação Amigos Com Patas, Monica Nygaard, disse está indignada com a situação e considera o vídeo uma barbaridade. Ela informou que também irá registrar um boletim de ocorrência contra o ato.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.