Polícia aguarda laudo do CCZ sobre caso de zoofilia contra cachorro em Campo Grande, MS

CCZ tem até 7 dias para emitir o laudo.

Por Thatiana Melo

O laudo que vai indicar se houve ou não abuso contra um cachorro, praticado por um morador do Bairro Moreninhas, em Campo Grande, ainda não ficou pronto, segundo a delegada titular da Decat, Rosely Molina (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e de Proteção ao Turista).

“O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) tem até sete dias para realizar os exames no animal para verificar se ocorreu a pratica de zoofilia, e havendo a confirmação do caso o autor será intimado para prestar esclarecimentos”, explica Molina.

Ainda de acordo com a delegada, caso seja confirmado o abuso contra o animal a pena para quem pratica maus-tratos é detenção de 6 meses até um ano.

O caso

Nesta segunda-feira (16), moradores do Bairro Moreninhas, na Capital, denunciaram a prática de zoofilia de um homem contra um cachorro. Relatos de denunciantes dão conta de que diariamente, quando a mulher sai para trabalhar, o homem pratica o “abuso” contra o animal. Vizinhos afirmam ainda que, durante o ato, uivos do cachorro podem ser ouvidos.

A denúncia foi feita por uma protetora de animais, que não teve a identidade revelada. De acordo com ela, alguns moradores da região chegaram a gravar vídeos da prática de zoofilia, porém, temendo represálias, se recusaram a divulgá-lo.

“Estou arrasada com esta situação. Já até cogitei a ideia de ir lá na casa para tentar resgatar esse animal, mas paro e penso, como vou chegar lá do nada? ”, desabafa a mulher.

Fonte: Midiamax

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.