Polícia Ambiental apreende cerca de 20 animais silvestres por dia em Teresina, PI

Polícia Ambiental apreende cerca de 20 animais silvestres por dia em Teresina, PI

Nos primeiros seis meses do ano já foram apreendidos 180 animais. Cobras são maioria entre as apreensões feitas pela Polícia Ambiental.

O número de apreensões de animais silvestres no Piauí aumentou em relação aos últimos anos. Segundo informações da Polícia Militar Ambiental, nos primeiros seis meses do ano já foram apreendidos 180 animais, número maior que o registrado em todo o ano de 2013, que foram 138 animais. Em Teresina, o número de apreensões chega a 20 por dia, sendo a maioria cobra.

Suelene Maria, moradora da Zona Sul de Teresina, afirmou que o aparecimento de cobra em sua casa não é novidade. “Aqui perto tem lama, mata o que ajuda no aparecimento de cobra. A última que encontramos foi no sábado (19)”, relatou. Segundo Paulo Auricchio, especialista em zoologia, a cidade está sendo construída dentro do território dos animais, por isso é tão grande o número de apreensões. “Teresina está cercada de cerrado e caatinga por todos os lados e a gente está construindo a cidade neste local”, afirmou o especialista.

A Polícia Ambiental ainda alerta que a criação de animais silvestre em cativeiro é ilegal e quem fizer corre o risco de receber uma multa. “Manter animais silvestre em cativeiro é crime ambiental, com pena de seis meses a um ano, além de multa. Caso a pessoa queira fazer a devolução voluntária, pode procurar a sede da Polícia Ambiental. Ficando a pessoa livre de qualquer sanção penal”, explicou a capitã Cássia Rodrigues.

Segundo a Capitã, são realizadas palestras e informativos para conscientizar a população sobre a criação de animais silvestres.

Durante toda esta semana o Batalhão vai realizar atividades em comemoração pelo seu aniversário de 20 anos. Entres as atividades, na sexta-feira (25) será realizada uma missa e no sábado (26) será realizado um passeio ciclista.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.