Polícia Ambiental fecha o cerco contra traficantes de aves silvestres em Aparecida do Taboado, MS

Polícia Ambiental fecha o cerco contra traficantes de aves silvestres em Aparecida do Taboado, MS
Gaiola com vários exemplares de canários-da-terra. (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental (PMA) aplicou multa de R$ 83,5 mil a dois alagoanos por tráfico de animais silvestres. Eles foram flagrados, hoje (08) de manhã, transportando 167 canários-da-terra em uma van, na BR-158, em Aparecida do Taboado – distante 467 km de Campo Grande.

Um canário macho é vendido por cerca de R$ 100.

O veículo transportava várias pessoas, residentes em Alagoas, que voltavam ao estado de origem, depois de prestarem serviços em uma empresa sucroenergética.

Entre os agricultores, um de 32 anos transportava em uma gaiola, 17 canários-da-terra (Sicalis flaveola brasiliensis). Outro de 43 anos transportava 150 canários em uma gaiola de grande porte.

Ambos têm residência em São José da Lage (AL), para onde levariam os pássaros, que confessaram ter capturado no município sul-mato-grossense.

Eles foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Aparecida do Taboado e responderão por crime ambiental. Se condenados, poderão pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

O manejo em cativeiro de canários-da-terra necessita de uma licença que permite a emissão de autorizações para criadouros comerciais.

Van com passageiros foi abordada pela fiscalização da Polícia Militar Ambiental. (Foto: Divulgação/PMA)
Van com passageiros foi abordada pela fiscalização da Polícia Militar Ambiental. (Foto: Divulgação/PMA)

Por Gabriel Maymone

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.