Polícia Ambiental localiza 54 galos usados em rinha em situação de maus-tratos e aplica multa de R$ 486 mil

Polícia Ambiental localiza 54 galos usados em rinha em situação de maus-tratos e aplica multa de R$ 486 mil
Aves foram encontradas em situação de maus tratos. — Foto: Polícia Ambiental

A Polícia Militar Ambiental flagrou uma rinha de galos, em uma propriedade rural em Anhumas, nesta quinta-feira (8), durante a Operação Francisco de Assis. De acordo com a corporação, no local havia 54 aves e foram aplicadas multas que chegaram a R$ 486 mil.

Os policiais receberam uma denúncia anônima de rinha de galo em uma fazenda. Quando a equipe se aproximou da propriedade, avistou rastros recentes de veículos que levavam até a sede. Com a chegada da polícia, algumas pessoas fugiram em meio a mata e apenas o morador da casa foi detido. Os demais indivíduos não foram localizados.

“No local foi visualizada uma rinha de galos que estava em andamento com dois galos índios brigando dentro do rebolo calçados com esporas artificiais”, informou a polícia.

Polícia Ambiental flagrou uma rinha em andamento na fazenda em Anhumas. — Foto: Polícia Ambiental

A corporação também encontrou dois veículos que eram de duas pessoas que participavam da rinha e fugiram. Com os dados dos veículos, esses indivíduos foram identificados.

Foram localizados 54 galos índios que estavam presos em viveiros de madeira e passeadores de ferro, todos sem água e alimento. “Durante vistoria nos animais, quatro galos estavam com bicos quebrados e nove galos com vários ferimentos na cabeça, peito, costas, pernas, causados por esporas e bicos em combates”, explicou a corporação.

Polícia Ambiental localiza 54 galos usados em rinha em situação de maus-tratos e aplica multa de R$ 486 mil

Por parte do policiamento ambiental, foi elaborado três autos de infração ambiental por maus-tratos aos 54 galos índios no valor de R$ 162 mil, totalizando R$ 486 mil.

“Os animais foram apreendidos e depositados ao morador da propriedade, por falta de local de destinação legal”, salientou a Polícia Ambiental.

Além dos galos também foram apreendidas 13 esporas de acrílico, duas esporas de alumínio, um rebolo (rinha), sete biqueiras, cinco buchas de treino, e três elásticos de bucha.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.