SP rosana aves rosana pm ambiental 1

Polícia Ambiental resgata 26 aves de cativeiro e aplica multas de R$ 53,5 mil em Rosana, SP

Pássaros estavam em residências na Rua do Pátio da Fepasa. Moradores não tinham autorização para manter animais em gaiolas.

A Polícia Militar Ambiental resgatou 26 pássaros que eram mantidos em cativeiro, nesta quarta-feira (4), em três residências localizadas na Rua do Pátio da Fepasa, em Rosana. Os autos de infrações ambientais aplicados pela corporação totalizaram R$ 53,5 mil contra os responsáveis pela manutenção das aves em cativeiro.

Durante patrulhamento pelo local, uma equipe da Polícia Militar Ambiental visualizou uma gaiola na varanda de uma residência. Na sequência, constatou também a presença de outras gaiolas nas casas vizinhas, o que ocasionou uma fiscalização mais detalhada na rua.

Na primeira residência, foram localizados um canário-da-terra-verdadeiro, dois curiós, duas patativas, dois coleiros-do-brejo, um bigodinho, dois coleirinhos-papa-capim e três pássaros-pretos, todas espécies da fauna silvestre nativa. O morador envolvido não possuía autorização do órgão ambiental competente. Foi lavrado contra ele um auto de infração ambiental no valor de R$ 24,5 mil por ter em cativeiro animais da fauna silvestre.

Na outra casa, foram localizados um curió, uma patativa, dois coleiros-do-brejo, um bigodinho, e três pássaros-pretos e o morador, que também não possuía autorização do órgão ambiental competente, recebeu uma multa de R$ 16 mil.

Na última residência fiscalizada, a polícia encontrou um curió, um pássaro-preto, um bigodinho e dois caboclinhos, pássaros da fauna silvestre nativa mantidos no local sem autorização ambiental. O morador recebeu uma multa de R$ 13 mil por ter em cativeiro espécimes da fauna silvestre.

As aves e gaiolas foram apreendidas e a polícia soltou os pássaros na natureza, pois estavam sadios e apresentavam estado bravio, característica de terem sido recém-capturados.

SP rosana aves rosana pm ambiental 2

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.