Polícia Ambiental resgata animais em condições precárias em Tupã, SP

Polícia Ambiental resgata animais em condições precárias em Tupã, SP
Quati em corda curta sem alimento e água fresca (Fotos: Polícia Militar Ambiental)

Nesta quinta-feira, 24 de novembro, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional de Tupã, em atendimento de denúncia constataram um animal da espécie quati e dois papagaios-verdadeiros em situação de maus-tratos, sem espaço suficiente para locomoção, alimento e água.

Diante dos fatos, os policiais militares ambientais elaboraram dois Autos de Infração
Ambiental, no total de R$ 9.500,00, por praticar ato de maus-tratos e manter espécime em
cativeiro.

Os animais foram destinados em lugar apropriado onde receberam os cuidados
necessários.

As condutas praticadas pelos infratores encontram-se tipificadas de acordo com o artigo
29 parágrafo 1º inciso III e artigo 32 da Lei Federal 9605/98.

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones
0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã;

(18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.

Quati na pocilga
Quati na pocilga
Marca de coleira no quati
Marca de coleira no quati

Por Ewerton Ricardo Messias

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.