Polícia Ambiental resgata cães que sofriam maus-tratos em sítio em Mogi Mirim, SP

Polícia Ambiental resgata cães que sofriam maus-tratos em sítio em Mogi Mirim, SP

Na manhã de domingo (14), policiais militares ambientais, atendendo a uma denúncia anônima, resgataram dois cães que estavam em situação clara de maus-tratos. Eles foram localizados em um sítio na zona rural de Mogi Mirim.

A equipe composta pelos policiais militares cabo Everaldo e cabo Da Silva foram até o bairro do Sobradinho, onde confirmaram as denúncias e encontraram os animais, uma cadela e um macho, mantidos na base de uma caixa d’água, em péssimas condições de higiene e saúde.

Ainda existe a possibilidade de a cachorra estar prenhe. O dono do sítio, que não teve o nome divulgado pela Polícia Ambiental, foi autuado em flagrante por maus-tratos contra animais e vai pagar uma multa de R$ 6 mil referente ao AIA (Auto de Infração Ambiental).

A vereadora Sônia Môdena, que também é investigadora da Polícia Civil, acompanhou o trabalho da Polícia Ambiental. Ela ficou chocada com o que encontrou no local, uma vez que os animais estavam presos em um espaço pequeno, sem ventilação ou iluminação.

Os cães, ambos de porte médio e sem raça definida, foram levados para uma clínica veterinária de Mogi Mirim onde receberam cuidados médicos, soro e foram alimentados. Eles apresentavam sinais de desnutrição e viviam em meio a vezes e urina.

No AIA há a confirmação de que os cães foram localizados em confinamento em local insalubre, “não condizente com o chamado bem-estar animal”. Além da multa, o dono dos cães também poderá responder criminalmente pelos seus atos.

Depois de socorridos, os cachorros foram encaminhados para a Associação Protetora dos Animais de Mogi Mirim, onde ficarão sob os cuidados dos funcionários dessa entidade.

Fonte: Portal da Cidade Mogi Mirim

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.