Polícia Ambiental solta 46 aves mantidas em cativeiro em Araras (SP) e aplica multa de R$ 20 mil

Polícia Ambiental solta 46 aves mantidas em cativeiro em Araras (SP) e aplica multa de R$ 20 mil

A Polícia Ambiental realizou na quarta-feira (21) a soltura de 46 aves silvestres em Araras (SP) que eram mantidas em uma casa. O dono do imóvel, que já tinha sido multado em R$ 12 mil em outra fiscalização, recebeu uma nova multa no valor de R$ 20 mil. A lei ambiental 9.605/98 proíbe o cativeiro de aves.

Na quarta-feira, os policiais foram ao Jardim Morumbi cumprir uma decisão judicial sobre a destinação de 24 pássaros que eram mantidos pelo infrator, flagrado em maio de 2009 na primeira ocorrência.

Ao chegarem ao local, os policiais constataram que havia apenas 22 aves. Segundo a polícia, o dono do imóvel relatou que dois pássaros da espécie galo-de-campina morreram. Como ele não avisou ao órgão competente, foi multado em R$ 2 mil.

Aves resgatadas pela polícia em Araras.

A polícia ainda encontrou na casa outras 26 aves, uma delas da espécie bicudo que está ameaçada de extinção. A descoberta rendeu uma multa de R$ 18 mil ao infrator, que vai responder por mais um crime ambiental.

No total 48 aves foram recolhidas e levadas para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), onde foram avaliadas por uma bióloga. Dessas, duas permaneceram no local e 46 foram soltas na mata da estrada da Fazenda Cascata.

Divinolândia

Em Divinolândia, um homem foi multado em R$ 1 mil na terça-feira (20) por manter duas aves silvestres em cativeiro.

Após receber uma denúncia, a Polícia Ambiental encontrou dois pássaros da espécie trinca-ferro em uma das casas da Fazenda Santa Amélia.

Aves recuperadas pelos policiais em Divinolândia — Fotos: Polícia Ambiental/Divulgação

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.