Polícia apreende cobra píton em casa de suspeito de vender animais silvestres pelas redes sociais

Polícia apreende cobra píton em casa de suspeito de vender animais silvestres pelas redes sociais
Animal era criado para ser comercializado pela web, segundo a polícia — Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Uma cobra píton foi apreendida na casa de um homem suspeito de vender animais silvestres e exóticos em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Conforme informado pelas autoridades nesta segunda-feira (30), os anúncios de venda dos bichos eram feitos nas redes sociais. Além da serpente, a polícia também localizou um jabuti, três ouriços africanos, uma arma de airsoft e R$ 4,5 mil.

De acordo com a Polícia Civil, equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém receberam uma denúncia sobre a comercialização de animais via Facebook e passaram a investigar. Durante os trabalhos, as autoridades conseguiram localizar o IP (Internet Protocol) do computador de onde eram feitas as postagens.

Com a identificação, a polícia solicitou um mandado de busca domiciliar, que foi deferido pela 1ª Vara do Foro da cidade. Em seguida, a equipe seguiu para o local, junto da Polícia Militar Ambiental, sendo recebida pela companheira do suspeito. As equipes entraram no imóvel e encontraram a cobra e os demais animais silvestres.

Ouriços também foram apreendidos na residência
Ouriços também foram apreendidos na residência

Segundo a Polícia Ambiental, o homem não estava na residência, mas foi avisado pela esposa que os agentes estavam lá. Pouco depois, ele chegou e foi questionado sobre os espécimes, alegando que os criava para vender. Além dos animais, a polícia localizou a arma e também a quantia em dinheiro, que foram apreendidas.

O suspeito foi autuado por crime ambiental e encaminhado para o 2º DP de Itanhaém, onde foi elaborado um termo circunstanciado. A polícia informou, ainda, que os animais tinham água, comida, estavam abrigadas e não apresentavam sinais de maus-tratos ou ferimentos. O jabuti foi encaminhado para o Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Silvestres (Ceptas) de Cubatão. A cobra e os ouriços foram levados para o Aquário Municipal de Peruíbe.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.