Polícia apreende macacos, pássaros e aplica R$ 21 mil em multas

Polícia apreende macacos, pássaros e aplica R$ 21 mil em multas
Animais foram apreendidos e proprietários pagaram multas.

A polícia apreendeu macacos, pássaros e aplicou R$ 21.500 mil em multas em Catanduva. Em uma das ocorrências, o transporte de animais silvestres era realizado no porta-malas de veículo pela rodovia Washington Luís (SP-310). Uma pessoa também foi presa por porte de arma. Ela pagou fiança e foi liberada.

A primeira ocorrência foi registrada nas proximidades da rodovia Comendador Pedro Monteleone na manhã da última terça-feira (17). Equipes da patrulha rural da Polícia Ambiental localizaram um rastro de moto e seguiram até se depararem com um homem com facas, uma lança e cordas que seriam utilizadas para laço. Na chácara onde ele mora, também foi encontrada uma espingarda, além de cinco munições e materiais para recarga. O homem foi levado até o Plantão Policial, foi ouvido e posteriormente liberado.

O outro registro ocorreu na tarde da mesma data. Policiais Rodoviários realizavam fiscalização de rotina na rodovia Washington Luís, quando abordaram um Gol com placas de Arujá. No veículo estavam três pessoas. O motorista do carro teria se mostrado nervoso, o que instigou as equipes a fiscalizarem o veículo. Na busca foram encontrados dois filhotes de macaco, que pertencem à fauna silvestre. Os animais estavam escondidos no porta-malas do veículo. O motorista teria dito que “achou” os animais pela internet e que iria vendê-los em Arujá. A ação contou com o apoio da Polícia Ambiental de Catanduva. Os três ocupantes do veículo foram multados em R$ 9 mil (R$ 3 mil cada um deles) e foram liberados.

Na manhã de ontem (18) a polícia ambiental recebeu uma denúncia de que um caçador mantinha aves em cativeiro. As equipes foram até a casa localizada no Jardim América onde teriam encontrado cinco pássaros que estariam sem as anilhas. Duas das aves eram silvestres e nativas, uma delas era um canário da terra e outra um pintassilgo. Entre as outras três aves estava um canário belga e dois da espécie pintagol, animal híbrido que surge do cruzamento de um pintassilgo com canário belga.

O morador teria sido autuado por manter aves em cativeiro e também por reproduzir um pássaro hibrido. Na casa dele também teria sido encontrada uma arma que não teria autorização. O homem foi preso em flagrante, pagou fiança no valor de R$ 950 e foi liberado. Ele responde pelo crime em liberdade. Já a multa por reproduzir os animais e manter aves em cativeiro foi de R$ 3 mil.

Em outra denúncia, ainda na manhã de ontem (18) as equipes foram até o bairro Bom Pastor. Os policiais ambientais não teriam encontrado o morador, mas em outra casa, no mesmo bairro, localizaram 18 gaiolas com 14 aves silvestres, entre elas bigodinho, coleirinha, papa capim, além de três canários da terra que são nativos. Todos os animais não possuíam anilhas de identificação. O morador teria confessado as equipes que capturava as aves em uma avenida do bairro, nas proximidades do rio São Domingos. O homem foi autuado e a multa foi de R$ 9.500 (R$ 500 por animal).

Por Cíntia Souza

Fonte: O Regional

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.