Polícia Civil resgata cão ferido na Praia Azul, em Americana (SP), em ação conjunta com a Gama

Polícia Civil resgata cão ferido na Praia Azul, em Americana (SP), em ação conjunta com a Gama
O animal foi resgatado e encaminhado à ONG Animais têm Voz – Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil, em um trabalho conjunto com a Gama (Guarda Municipal de Americana), resgatou neste domingo (28), um cachorro da raça poodle que estava ferido, na Praia Azul. O tutor não foi localizado no momento, mas prestará depoimento posteriormente.

O caso foi registrado como maus-tratos na delegacia de Americana e o animal foi encaminhado à ONG Animais têm Voz.

Segundo informações Polícia Civil, no local foram encontrados dois cachorros, sendo um da raça pit bull e o outro poodle. Os dois estavam infestados de pulgas e carrapatos. O cão de porte menor tinha ainda uma ferida, possivelmente ocasionada pelo outro animal do local.

De acordo com o delegado Felipe Rodrigues Sales, plantonista em Americana, o caso chamou atenção, em razão de o cachorro da raça poodle estar com a sua cor original alterada, em razão da grande quantidade de sangue em seu pelo. Dessa forma a Gama tomou ciência dos fatos e adotou as medidas para que o animal fosse apreendido e destinado a um abrigo, onde receberia cuidados.

O delegado ressaltou a importância da comunicação de tais crimes por parte da população e lembrou que a lei sobre o assunto foi alterada, passando a punir de forma mais grave para os infratores.

“Atualmente, a pessoa que vier a praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar cães e gatos em ambiente doméstico pode vir a sofrer uma punição de reclusão de 2 a 5 anos, multa e ainda a proibição de ter a guarda do animal, conforme dispõe a lei 9.605/98”, detalhou o delegado.

O tutor dos cães prestará depoimento e poderá responder pelo crime de maus-tratos à animais. Um boletim de ocorrência seria registrado na delegacia de Americana.

Por Paula Nacasaki

Fonte: Liberal

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.