Polícia Civil resgata cão infestado de carrapatos e tutor é multado em R$ 3 mil

Polícia Civil resgata cão infestado de carrapatos e tutor é multado em R$ 3 mil
O animal chegou com uma severa infestação de carrapatos, que chegavam a cair no chão quando o cão se mexia — Foto: Espaço Vet/Divulgação

A Polícia Civil de Lins (SP) resgatou nesta sexta-feira (7) um cão vítima de maus-tratos e indiciou seu tutor, um autônomo de 33 anos, que também foi multado em R$ 3 mil.

VÍDEO: Polícia Civil de Lins resgata cão infestado de carrapatos e dono é multado em R$ 3 mil

O cachorro, da raça pit bull, estava infestado de carrapatos em um estado classificado por veterinários como “deplorável”. (Veja no vídeo acima)

O delegado João Pandolfi, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Lins, explicou que o caso teve início porque o próprio tutor do animal procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência por ameaça e difamação.

O motivo das ameaças seria uma postagem que viralizou nas redes sociais denunciado a situação do animal. O delegado decidiu ver o cão e, diante do que encontrou, o autuou por maus-tratos e abuso contra animais.

O delegado João Pandolfi (esq.) comandou a operação de resgate do pit bull: "Situação lastimável" — Foto: J. Serafim/Divulgação
O delegado João Pandolfi (esq.) comandou a operação de resgate do pit bull: “Situação lastimável” — Foto: J. Serafim/Divulgação

O crime de maus-tratos prevê pena de detenção de três meses a um ano, mas o homem vai responder ao processo em liberdade. A postagem que denunciou o caso já foi retirada do ar.

Segundo relato dos médicos veterinários que receberam o animal, ele praticamente já não andava e chegou à clínica muito debilitado e anêmico. Além disso, tinha uma severa infestação de carrapatos.

De acordo com os profissionais, a clínica precisou passar por processo de higienização porque carrapatos que estavam no corpo e principalmente nas orelhas do cão caíam no chão em grande quantidade quando o animal se mexia.

O animal tem entre dois e três anos é muito manso: exames diagnosticaram a doença do carrapato — Foto: Espaço Vet/Divulgação
O animal tem entre dois e três anos é muito manso: exames diagnosticaram a doença do carrapato — Foto: Espaço Vet/Divulgação

Após passar pela clínica para dar início ao tratamento, o animal foi encaminha à ONG Refúgio Pet, que providenciou um lar temporário ao cão, enquanto ele se recupera. Depois disso, a ONG fará uma campanha de adoção para encontrar um lar definitivo para o cachorro.

Em dois dias, esse é o segundo caso de repercussão em Lins envolvendo a questão animal. Na quarta-feira (5), porém, a população da cidade assistiu a um ato heroico de um adolescente para salvar um cão atropelado que caiu numa tubulação de esgoto.

Fome

Segundo os veterinários Thaysa Weiler Vanuchi e William Ribeiro Fernandes, responsáveis pelo tratamento, o pit bull passou por exames de sangue que diagnosticaram a doença do carrapato e também anemia. Ele foi medicado com um remédio que vai matar os parasitas que ainda estão no seu corpo.

Segundo Thaysa Weiler, o animal se alimentou bem e também bebeu bastante água, o que é considerado pelos profissionais com um bom sinal. Ele também recebeu doses de vitaminas.

Os veterinários explicam que a doença do carrapato é uma infecção bacteriana que tem tratamento e possui cura em vários casos. O cão também fez o exame da leishmaniose, mas esse resultado é mais demorado.

“Ele deve ter entre dois e três anos e é muito manso. Estava muito magro, quase caquético, tem pele descamada, fungos e dermatite. Mas ele comeu muito e isso é animador. Ele já foi para o lar temporário, mas seguirá sendo monitorado”, explicou William Fernandes.

Por Sérgio Pais, G1 Bauru e Marília — Lins, SP

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.