Polícia Civil salva cachorrinha de maus tratos em Araranguá, SC

Polícia Civil salva cachorrinha de maus-tratos em Araranguá, SC

Na manhã desta quinta-feira, 27, a agente da Polícia Civil da Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá, Ana Lúcia Machado da Cruz recebeu uma denúncia via WhatsApp, de maus-tratos contra animais.

Mesmo largando um plantão de 24 horas, a policial civil não hesitou e chamou apoio da agente da Polícia Civil Virginia Maria Custódio, para averiguarem a situação.

Chegando no local indicado, em um galpão abandonado no bairro Campo Verde, as policiais encontraram a cachorra acorrentada e faminta. Diante do flagrante, o delegado Jair Pereira Duarte, titular da CPP foi ao local e também acionou os fiscais da FAMA.

Conforme relatos de testemunhas, a cachorrinha estava no local passando fome e sede há duas semanas e outro cachorrinho já havia morrido tempos atrás pela negligência do tutor. De acordo com Ana Lúcia, o proprietário compareceu no local, abriu o galpão e a cachorrinha foi levada para a delegacia, de onde será encaminhada ao veterinário para posterior adoção.

O idoso de 65 anos, dono do galpão e do animal, responderá a Termo Circunstanciado (TC) na Polícia Civil, como também será notificado pela FAMA. O delegado Jair Pereira Duarte lembra que maus tratos contra animais é crime e pode ser denunciado através do 181.

Fonte: Revista W3

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.