Polícia civil solicita depoimento de mulher que agrediu gatinha em Realengo

Polícia civil solicita depoimento de mulher que agrediu gatinha em Realengo

No vídeo, a criminosa tenta estrangular o animal e afirma que a gata atacou a filha dela. A mulher aparece segurando a gatinha preta e branca pelo pescoço, batendo e sacudindo o animal. O animal se debate para tentar escapar, mas não consegue.

A Secretaria Municipal de Defesa dos Animais disse que foi acionada por uma vizinha da mulher, que achou o gato dentro de um saco preto amarrado, dentro de uma mala de viagem camuflada, na casa da agressora. A gatinha foi encontrada assustada e com sangramento nas patas. Foi constatado que ela também estava sem as unhas. Segundo o presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara Municipal, o vereador Luiz Ramos Filho, o marido da mulher alegou que a gata perdeu as unhas numa suposta briga com a agressora.

Agressão contra animais é crime. A pena pode ser de dois anos de reclusão. É o que explica Flávio Ganem, secretário da pasta.

“Essa pessoa precisa responder pelos crimes que cometeu. A tutora já tá providenciando cuidados. Crime de dois anos de reclusão”

A Comissão de Defesa dos Animais também foi chamada para a ocorrência. O caso foi registrado na delegacia de Realengo e foi encaminhado para a Delegacia de Meio Ambiente. O crime está sendo investigado como maus-tratos aos animais.

Por Júlia Zanon

Fonte: Band News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.