Polícia de Meio Ambiente registra situação de maus-tratos contra dois cachorros no bairro Cidade Nova, em Formiga, MG

Polícia de Meio Ambiente registra situação de maus-tratos contra dois cachorros no bairro Cidade Nova, em Formiga, MG
Animais estavam abandonados em via pública no Bairro Cidade Nova. — Foto: Polícia de Meio Ambiente/Divulgação

A Polícia Militar de Meio Ambiente registrou, nesta quinta-feira (3), situação de maus-tratos contra animais em Formiga. Segundo a Polícia, dois cães foram abandonados em via pública sem acesso a comida e água, além de muito magros.

Após denúncia, os militares compareceram ao endereço indicado no Bairro Cidade Nova e encontrou os dois animais, um macho e uma fêmea sem raça definida, em frente ao local denunciado.

A equipe policial apurou que uma pessoa do sexo feminino, que não teve nome e idade revelados, foi identificada como responsável pelos cães; inicialmente ela negou a responsabilidade e se contradisse durante a conversa.

Cães foram encaminhados ao veterinário para avaliação. — Foto: Polícia de Meio Ambiente/Divulgação

Entretanto, os cachorros em situação de maus-tratos foram adotados sob termo de adoção pela Associação de Proteção dos Animais de Formiga (APAF). O documento, apresentado aos policiais por representantes da associação, aponta o nome da suspeita como responsável pela guarda.

Em ligação com o marido dela, que não também não teve o nome e idade informados, confirmou a procedência dos cachorros. Com a confirmação do companheiro, a suspeita assumiu que os animais abandonados em via pública eram os mesmos que ela havia adotado anteriormente.

Anúncio de adoção dos cachorros pelo Codevida. — Foto: Polícia de Meio Ambiente/Divulgação

Ela presa e conduzida para a Delegacia de Polícia Civil considerando o agravamento da lei de crimes ambientais, nº 9.605/98, com relação aos maus-tratos a animais domésticos sendo também autuada administrativamente, com aplicação de multa; o valor não foi informado.

Nesta sexta-feira (4), a assessoria de comunicação da Polícia Civil informou ao G1 que foi instaurado um inquérito para apurar o caso.

Os animais foram apreendidos e encaminhados para avaliação de médico veterinário do Centro de Defesa da Vida Animal (Codevida).

A Polícia de Meio Ambiente ressaltou a importância da guarda responsável de animais domésticos, zelando pelo bem estar, propiciando abrigo, água e alimentação adequada para os companheiros. Mais informações podem ser solicitadas pelo telefone (37) 3322-1454.

A suspeita foi detida após denúncia. — Foto: Polícia de Meio Ambiente/Divulgação

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.