Polícia detém duas pessoas com aves silvestres em Ibiúna, SP

Polícia detém duas pessoas com aves silvestres em Ibiúna, SP

Animais da espécie trinca-ferro são procurados por canto diferenciado. Munições e armadilhas também foram apreendidas.

SP ibiuna img-20141105-wa0009

Uma mulher de 45 anos e seu filho, de 21, foram detidos na tarde desta quarta-feira (5) suspeitos de praticar crime ambiental, em Ibiúna (SP). De acordo com informações da Polícia Ambiental, após uma denúncia anônima, foram apreendidas três aves da espécie trinca-ferro, além de munições e armadilhas.

SP ibiuna img-20141105-wa0007A polícia também encontrou com os suspeitos mais de 200 microtubos vazios, seis armadilhas para prender animais silvestres e 70 munições de calibres 380, 44 e 12. Mãe e filho foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos.

Ainda de acordo com a Polícia Ambiental, as aves devem ser levadas para o Zoológico Quinzinho de Barros, em Sorocaba (SP).

​Segundo o médico veterinário do zoo, Rodrigo Teixeira, a ave trinca-ferro ou pixarro é comum na região e tem tamanho médio. “É menor que um sabiá, mas maior que um canário. Pesa, em média, 50 gramas”, explica.

Ainda segundo Rodrigo, o animal é muito procurado por seu canto diferenciado. Sua alimentação é praticamente restrita a grãos. “As aves trinca-ferro se alimentam 90% de grãos e o restante são frutas e folhas”, destaca. Em geral, as aves que chegam ao zoo ficam na “quarentena” e passam por exames laboratoriais, como o de fezes, antes de receber alta médica.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.