Polícia e ONG flagram animais em situação de maus-tratos em abrigo contratado por concessionária de rodovias

Polícia e ONG flagram animais em situação de maus-tratos em abrigo contratado por concessionária de rodovias

Na manhã desta terça-feira (11), equipes do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Garça [SP], chefiada pelo delegado, dr. Adriano Marreiro, em conjunto com Gabriel Fernando, diretor da ONG Spaddes (proteção animal, de Marília), prenderam um homem acusado de maus-tratos contra animais, em uma propriedade rural localizada naquela cidade.

A diligência foi realizada após chegar ao conhecimento da ONG Spaddes, uma denúncia anônima informando que no local dos fatos, teriam dezenas de animais, sendo alguns deles em situação de maus-tratos. Os animais eram recolhidos por equipes da Concessionária Entrevias responsável pela rodovia e abrigados naquele local. A Concessionária mantém um contrato para o abrigo dos animais.

Durante a fiscalização, o acusado informou aos policiais civis que o responsável técnico pelo manejo dos animais e daquele local seria o seu irmão, que é médico veterinário, o qual não estava no local no momento da ocorrência.

A perícia foi acionada, pois houve constatação de algumas irregularidades no local, bem como a constatação de dois animais, sem raça definida, de pelagem preta, que durante a averiguação, foram encontrados em um dos cômodos da propriedade em local totalmente insalubre, sem água, sem alimentação e em meio à fezes.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de maus-tratos e deve passar por audiência de custódia. O crime de maus-tratos quando se trata de cão e gato é inafiançável, ficando o indivíduo a disposição da justiça. O caso segue sob investigação.

Por Adilson de Lucca

Fonte: Jornal do Povo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.