Polícia estoura rinha de galos, apreende 37 animais e prende cinco pessoas em João Pessoa, PB

Polícia estoura rinha de galos, apreende 37 animais e prende cinco pessoas em João Pessoa, PB
Rinhas de galos foram proibidas no Brasil há 81 anos, com a publicação do Decreto Federal 24.645/1934, que entendeu a prática como causadora de maus-tratos aos animais envolvidos. (Foto: Divulgação/PMPB)

A polícia estourou no último sábado (05) uma ‘rinha’ de galos no bairro de Gramame, zona sul de João Pessoa. Conforme apurou o ClickPB, a ação foi realizada pela polícia ambiental e terminou com a prisão de cinco homens e resgate de 37 galos. O local foi descoberto após denúncias feitas ao Centro Integrado de Operações (CIOP).

Ao chegar no ambiente, a guarnição flagrou a prática ilegal e apetrechos utilizados no crime. Os responsáveis autuados administrativamente, multados no valor total de R$ 17.000,00 e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para realização dos procedimentos cabíveis.

O proprietário do lugar também foi multado pela falta de licença ambiental, uma vez que no local do crime funcionava uma serralheria, as suas atividades foram suspensas até a regularização perante os órgãos ambientais competentes.

Rinhas de galos foram proibidas no Brasil há 81 anos, com a publicação do Decreto Federal 24.645/1934, que entendeu a prática como causadora de maus-tratos aos animais envolvidos. A Lei federal de crimes ambientais (Lei 9605/1998) estabelece como crime qualquer ato de maus tratos e é utilizada para punir os infratores.

A pena para quem for condenado vai de dois a cinco anos de prisão, além do pagamento de multa e inclusão do nome no registro de antecedente criminal.

Por Joaquim Neto

Fonte: ClickPB