Polícia identifica homem que praticou maus-tratos contra lebre

Polícia identifica homem que praticou maus-tratos contra lebre
Foto: Divulgação

As investigações iniciaram após o recebimento de uma denúncia anônima, através do Sistema Único de Denúncias (SUD), acerca do possível crime de maus-tratos contra uma lebre selvagem. O fato teria ocorrido no interior de Caibi.

O delegado, Lucas Almeida, explica que o autor teria divulgado em grupos de WathsApp um vídeo e uma fotografia, em que ele mesmo registra o momento em que segura uma lebre pela orelha. Enquanto segura a lebre, o homem fala: “grita bebê, berra, berra…, enquanto o animal, indefeso e possivelmente machucado, grita desesperadamente.

A Polícia Civil identificou o homem e realizou diligências apuratórias, bem como a Autoridade Policial representou pela busca e apreensão na casa do autor, a fim de colher elementos para comprovação da materialidade e autoria delitiva. Após o deferimento das buscas por parte do Poder Judiciário de Palmitos, os policiais deslocaram até a residência do autor e lograram êxito na apreensão da jaqueta, possivelmente utilizada no momento do fato de acordo com o que aparece no vídeo, jaqueta apresentada pelo próprio autor, de 29 anos, que confessou os fatos, prestando interrogatório.

O suspeito relatou que encontrou o animal atropelado e realmente gravou o vídeo, não prestando qualquer socorro ao animal silvestre. Foi identificado também o veículo utilizado pelo autor, na ocasião do delito. O autor responderá pelo crime de maus-tratos contra animais. A Polícia Civil informa que o número do WhatsApp do Sistema Único de Denúncias-SUD é (48) 98844-0011, por meio do qual podem ser recebidas denúncias, de forma anônima ou não, a critério do(a) denunciante.

Fonte: Portal São Miguel

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.