Polícia investiga ataque contra cachorro labrador que foi morto a facadas por homem no litoral de SP: ‘Nunca fez mal a ninguém’

Polícia investiga ataque contra cachorro labrador que foi morto a facadas por homem no litoral de SP: ‘Nunca fez mal a ninguém’
Polícia investiga ataque a cachorro morto a facadas em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil investiga o ataque a um cachorro labrador que foi morto a facadas em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. O caso revoltou moradores do bairro Vila do Sahy.

Segundo informações do boletim de ocorrência, registrado como prática de ato de abuso a animais, o caso aconteceu na noite do dia 22 de abril. O documento não identifica o autor do crime.

Coordenadora de dois grupos de proteção animal na região – ‘Adote um Caiçara’ e ‘Neguinho Cambury’ – a estudante de medicina veterinária Júlia Almira, de 21 anos, afirma que o cachorro chamado ‘Thor’ tinha quatro anos e era um labrador.

De acordo com ela, Thor vivia nas ruas da Vila Sahy e não tinha um tutor específico – era cuidado pela maioria moradores da região, que tinham muito carinho pelo animal.

Polícia investiga ataque a cachorro morto a facadas em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal
Polícia investiga ataque a cachorro morto a facadas em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal

Na noite do dia 22 de abril, porém, um dos moradores atacou o cachorro com diversos golpes de faca, principalmente na região do pescoço. O animal chegou a receber atendimento, mas não resistiu.

“O agressor é um homem que tem histórico de violência e de agressão. No dia ele alegou que foi atacado pelo cachorro, mas todas as testemunhas negam. Todo mundo viu que foi um ataque do nada, sem qualquer motivação. E os ataques foram direto no pescoço do cachorro”, afirma Júlia.

Um laudo da clínica veterinária que atendeu o animal mostra que o caso aconteceu na rua Manoel Neto. Além disso, o documento relata que o cão sofreu ferimentos graves.

“Evidenciou ruptura total de jugular, carótida e perfuração em traqueia medial. Mesmo com suturas e procedimento cirúrgico, o paciente continuou com perda massiva de sangue e evoluiu para parada cardiorrespiratória.”

Os moradores se revoltaram com o ataque, já que o animal era muito querido na comunidade. Em contato com a reportagem, um dos moradores, que preferiu não se identificar, contou que ficou muito triste quando soube do caso.

“O Thor era morador da vila, não tinha dono, mas todo mundo cuidava dele. Ele nunca atacou ninguém, era super dócil e carinhoso. Balançava o rabo para todo mundo. Me senti muito mal quando fiquei sabendo, porque sou apaixonado por cachorro. Não merecia ser maltratado dessa forma”, lamenta.

Polícia investiga ataque a cachorro morto a facadas em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal
Polícia investiga ataque a cachorro morto a facadas em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal

De acordo com a estudante de medicina veterinária e protetora Júlia Almira, o grupo não vai desistir de buscar justiça por Thor.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que “o 2° Distrito Policial de São Sebastião instaurou inquérito policial para apurar todas as circunstâncias dos fatos”.

Ainda segundo a polícia, “o suspeito do crime foi identificado e é investigado. A equipe da unidade realiza demais diligências que possam auxiliar na completa elucidação dos fatos”.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.