Polícia investiga envolvimento de socióloga por morte de cães em Recife

A Delegacia do Meio Ambiente (Depoma) investiga a denúncia de que uma socióloga moradara de Aldeia teria colocado chumbinho para matar cães da vizinhança. A acusada, uma professora aposentada da UFPE, de 72 anos, esteve na delegacia nesta manhã para prestar depoimento. Acompanhada de um advogado, a mulher, no entanto, preferiu não dar declarações à polícia. Alegou que só falaria em juízo.

O delegado Erivaldo Guerra informou que solicitou perícia das víceras dos animais mortos ao Instituto Criminalística e está aguardando o resultado para concluir o inquérito. Cinco vizinhos prestaram queixa contra a socióloga. Os moradores começaram a desconfiar da socióloga depois após as sucessivas mortes dos animais. Os vizinhos disseram que encontraram chumbinho misturado com arroz e carne na cerca do condomínio Ferraz Dois, em Aldeia.

Fonte: Diário de Pernambuco

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.