Polícia investiga morte de pit bull com requintes de crueldade em Alumínio, SP

Polícia investiga morte de pit bull com requintes de crueldade em Alumínio, SP

Animal foi espancado, baleado e enterrado em um terreno baldio. Ex-sargento da PM afirmou que cão ameaçou moradores.

SP Aluminio pitbull1

A Polícia Civil investiga a morte de um cachorro da raça pit bull com requintes de crueldade na cidade de Alumínio (SP).

Segundo o boletim de ocorrência, o crime aconteceu no domingo (19), após o animal fugir de uma chácara dentro de um condomínio no bairro Colibri.

O tutor relatou aos policiais que o animal fugiu pela manhã e não foi mais encontrado nas proximidades do bairro. Horas depois, ele acionou a Polícia Militar ao saber que o animal havia sido morto.

Segundo a polícia, o tutor contou que o animal foi amarrado com uma corda, apedrejado e espancado por um grupo de moradores e baleado.

A polícia ouviu uma das pessoas que participaram do episódio, um homem identificado como sargento da PM aposentado. Ele afirmou aos policiais que os moradores estavam assustados porque o cão representava uma ameaça, agindo de forma agressiva.

SP Aluminio pitbull2

Em depoimento, o ex-PM disse que tentou parar o animal com pedradas e pauladas. Como não conseguiu contê-lo, atirou duas vezes com um revólver calibre 38. Após matar o cão, um segundo morador teria enterrado o pit bull em um terreno baldio.

O animal foi desenterrado pelos próprios tutores, que denunciaram o caso a polícia. O corpo do animal vai passar por exames que vão determinar as causas da morte.

A polícia ainda deve ouvir outras testemunhas, já que ainda não está se as pessoas agiram em legítima defesa. Até o momento, ninguém foi preso.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.