Polícia investiga 'rituais macabros' com animais no Parque Ecológico de São Carlos, SP

Polícia investiga ‘rituais macabros’ com animais no Parque Ecológico de São Carlos, SP

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos investigam a presença de objetos e itens macabros encontrados no Parque Ecológico.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), no dia 21 de agosto, uma tratadora de animais encontrou uma ‘machadinha’, composta por um cabo de madeira amarrado a uma lâmina de pedra, e um bastão de madeira, acoplado a um pedaço de osso, que estava envolto com tinta preta e continha uma caveira de cor vermelha.

No dia 22 de agosto, no mesmo local, a funcionária encontrou, encostados no alambrado de onde ficam os lobos-guará, mais quatro pedaços de madeira, um deles manchado de vermelho e panos, também vermelhos, amarrados entre si. Além disso, dentro do alambrado havia um pedaço de pano TNT de cor preta, amarrado com nó.

Também foi constatado o rompimento de uma cerca que fica próxima ao recinto do lobo guará.

No último sábado (24), a tratadora encontrou um pedaço de corda de cor vermelha, com quatro nós, sobre o portão do alambrado do recinto dos cachorros do mato.

No portão de acesso ao alambrado, do lado externo, também havia uma típica oferenda utilizada em rituais religiosos, com prato de barro, contendo garrafas, palhas e pedaços de pano.

Além disso, a cerca elétrica que protege o local foi desligada.

No BO, que foi registrado pelo chefe de seção do Parque Ecológico, ele relatou que teme que esses atos sejam uma espécie de preparação para sacrificar algum animal.

Polícia investiga 'rituais macabros' com animais no Parque Ecológico de São Carlos, SP
Parque Ecológico de São Carlos. (Amanda rocha/ACidadeON

Fonte: A Cidade ON

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.