Polícia Judiciária descobre suposta rinha de galo em chácara de jovem preso por violência doméstica em Sorriso, MT

Polícia Judiciária descobre suposta rinha de galo em chácara de jovem preso por violência doméstica em Sorriso, MT

Os investigadores da Polícia Judiciária Civil de Sorriso flagraram, na tarde dessa sexta-feira (14), durante cumprimento de mandado de busca em uma chácara, um espaço onde, supostamente, ocorrem rinhas de galo. A chácara pertence ao jovem Marcelo Felipe Morelo, preso na última quinta-feira (13) por porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica.

Acompanhados da promotora Fernanda Pawelek, representante do Ministério Público do Meio Ambiente, os policiais encontraram cerca de 64 animais (galos), preparados para a rinha, além de uma série de objetos que caracterizam a prática, como testosterona, por exemplo, que deixa os animais mais agressivos.

Segundo a promotora, apesar do flagrante, Marcelo nega que no local ocorra rinha de galo, porém, ela não tem dúvidas de que haja sim a prática da contravenção penal. Fernanda ainda informou que já estava em curso uma investigação sobre o caso.

Os animais foram mantidos na chácara até que a justiça autorize a remoção para outro local. Vários deles apresentam ferimentos por conta das lutas.

Além dos maus tratos aos animais, a promotora verificou que no local ainda existem diversos crimes ambientais que continuarão sendo investigados pelo Ministério Público.

Por Adriana Xavier

Fonte: Portal de Sorriso via Folha MT

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.