Polícia Militar Ambiental constata morte de animal silvestre e pesca ilegal em Quintana/SP

Polícia Militar Ambiental constata morte de animal silvestre e pesca ilegal em Quintana/SP

Neste sábado, 23 de julho, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental, destacados na Base Operacional de Tupã, em patrulhamento pelo Barreirão, flagraram um homem pescando no Córrego Bonfim com rede de nylon, bem como a morte de uma serpente da espécie Parelheira.

Diante disto, os policiais militares ambientais lavraram o Auto de Infração Ambiental, de advertência, por pescar mediante petrecho não permitido e o Auto de Infração Ambiental, no valor de R$ 500,00, por matar espécime da fauna silvestre nativa, sem autorização do órgão ambiental competente, incorrendo nos Art. 36 e 25 da Resolução SMA 48/14.

O infrator responderá pelo crime ambiental previsto no Art. 29 “Caput” e 34, parágrafo único, inciso II da Lei Federal N° 9605/98, tendo como penalidades detenção de seis meses a um ano, e multa; e detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.

A Polícia Militar Ambiental orienta que as denúncias sejam feitas através dos telefones 0800-0555-190, 181 (Disque Denúncia), EMERGÊNCIA 190, ou ainda diretamente às unidades da Polícia Militar Ambiental pelos telefones: (14) 3433.7199 – Marília; (14) 3496.5884 – Tupã; (18) 3323.5111 – Assis; (14) 3322.3077 – Ourinhos.

SP Quintana PMA consta morte animal silvestre pesca ilegal1

SP Quintana PMA consta morte animal silvestre pesca ilegal3

Fonte: Cap PM Ewerton Ricardo Messias / Comandante da 4ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Marília

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.