Polícia Militar fecha rinha de galo e multa dono em R$ 2,5 mil por maus-tratos

Polícia Militar fecha rinha de galo e multa dono em R$ 2,5 mil por maus-tratos

Por Anny Malagolini

Um homem de 23 anos foi detido e multado em R$ 2,5 mil Pela Polícia Militar Ambiental, na tarde de ontem (30), por manter em funcionamento uma rinha de galo, em Cassilândia – município distante a 426 km de Campo Grande, MS. Foram encontrados cinco animais e todos em situação de maus-tratos.

A Polícia Militar Ambiental informou que os galos eram mantidos confinados individualmente em gaiolas de madeira apertadas com restrição de movimentos, privação de luz solar e circulação aérea inadequada. A equipe detalhou que todas as aves estavam mutiladas e com as esporas cortadas – resultado das brigas forçadas entre os galos.

No local ainda foram encontradas três biqueiras de couro (proteção para os bicos no transporte), nove esporas de metal (utilizadas para substituir as esporas cortadas) e três anilhas para treinamento de lutas.

O infrator alegou que os animais eram de criação, e negou a prática de rinhas. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Cassilândia, juntamente com os animais e materiais apreendidos e responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2,5 mil.

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.