Polícia pede desculpa por deixar cadela à beira da morte na estrada

Polícia pede desculpa por deixar cadela à beira da morte na estrada

A cadela Lilly ficou durante uma noite à beira da morte. Ferida e com hipotermia acabou por ter de ser abatida.

Por Carolina Rico

A polícia de Queensland, na Austrália, deixou uma cadela que fora atropelada na berma da estrada da estrada. O animal foi encontrado no dia seguinte ainda vivo mas estava tão gravemente ferido que teve de ser abatido.

A polícia emitiu agora um pedido de desculpas oficial ao dono, Jess Gibson, conta o jornal canal de notícias australiano ABC.

Alegam que cometeram um “erro de julgamento”: pensavam que a cadela estava morta e não tendo encontrado qualquer identificação decidiram arrastá-la para a berma da estrada.

Lilly, uma labrador com 10 anos, passou a noite ao relento e no dia seguinte foi encontrada com sintomas de paralisia e hipotermia.

As imagens recolhidas por uma câmara de um carro que passava no local mostram não só o momento em que a polícia decide deixar a cadela na estrada como o carro da polícia a bater num outro carro que estava estacionado, incidente que também vai ser investigado.

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.