Polícia prende 4 caçadores com animal abatido, cachorros, armas e munições em MS

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande (MS) realizaram ontem à tarde fiscalização em uma propriedade rural, localizada na altura do km 32 da estrada da Gameleira, no município e embrenharam-se nas matas a procura de possíveis caçadores que haviam adentrado à propriedade. Depois de algum tempo, a equipe localizou os veículos dos suspeitos e ouviu latidos de cachorros na mata. Eles seguiram o barulho e localizaram quatro caçadores, dentro da Reserva Legal da fazenda. 

Com os infratores, que não ofereceram resistência à prisão foram apreendidos: um revólver calibre 38, com numeração raspada, uma espingarda calibre 40, uma carabina calibre 22, uma espingarda calibre 36, 15 munições calibre 22, seis calibre 38, um cartucho calibre 36, oito cães de caça, um animal abatido da espécie “cateto”, além de dois veículos utilizados para a prática dos crimes.

Os autuados, residentes em Sidrolândia (MS) receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil da Capital (DEPAC-Piratininga), onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental, porte ilegal de arma e formação de quadrilha armada. Devido a numeração raspada da arma, uma calibre proibido e a formação de quadrilha, não houve arbitramento de fiança e os criminosos ainda estão presos.

A PMA verificou que os homens adentraram a propriedade sem autorização. Os policiais efetuaram um auto de infração e arbitraram multa de R$ 500,00 contra cada autuado pela caça ilegal e abate do cateto. Como um dos cachorros foi ferido pelos animais no momento da caçada, cada um dos infratores foi autuado também em mais R$ 500,00, por maus-tratos a animais.

Fonte: Jornal Dia Dia

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.