Polícia prende mulher por maus-tratos cães e por introduzir aves exóticas sem documentação, em Palhoça, SC

Polícia prende mulher por maus-tratos cães e por introduzir aves exóticas sem documentação, em Palhoça, SC
Foto: Redação

Na terça-feira (30), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Proteção a Animais Domésticos do Departamento de Investigação Criminal da Capital (DPA/DIC), em operação conjunta com a Diretoria de Bem-Estar Animal de Palhoça, prendeu em flagrante uma mulher pelos crimes de maus-tratos qualificado contra cães e de introduzir aves exóticas sem documentação, em Palhoça.

As denúncias mencionaram que diversos cães eram mantidos em péssimas condições de higiene e de espaço, com água insalubre, presos em correntes, sendo que a tutora já havia sido notificada pela DIBEA e não atendia às determinações com relação ao bem-estar dos animais.

Durante a diligência de fiscalização conjunta no local, os órgãos confirmaram as condições inaceitáveis em que se encontravam os cães, com água e ambiente insalubre, acorrentados, sendo um no sol, sem qualquer abrigo. Na oportunidade, as equipes também se depararam com cerca de 200 aves, algumas de origem exótica, sem a respectiva documentação, o que também é previsto como crime pela Lei nº 9.605/1998.

A responsável foi presa em flagrante e os cães foram encaminhados aos cuidados de depositário fiel, até a finalização dos trâmites pela DIBEA de Palhoça. Já as aves serão encaminhadas para o respectivo órgão ambiental, para exames e providências cabíveis.

Por Jaime Júnior Soares

Fonte: Conexão

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.