Cidade registrou três casos semelhantes em menos de um mês. Em 2018, mais de 130 animais foram resgatados por serem vítimas de maus-tratos.

Polícia procura suspeito de esfaquear cachorro em Ituiutaba, MG

Autoridades de Ituiutaba investigam o caso de agressão contra um cachorro. O animal foi esfaqueado no Bairro Platina e o suspeito de cometer o crime ainda não foi localizado. O caso aumenta a lista de ocorrências semelhantes na cidade. Em 2018, segundo a Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA), foram apreendidos mais de 130 cachorros vítimas de maus-tratos na cidade.

VÍDEO: Polícia procura suspeito de esfaquear cachorro em Ituiutaba

De acordo com a PMMA, as imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas. O objetivo é identificar e localizar o responsável pelas agressões.

O médico veterinário Carlos Alves da Silva Filho acompanha o caso.

“Entraram em contato comigo relatando que o animal havia sido morto por perfuração de objeto cortante. O golpe atingiu o coração e havia um corte no pescoço muito profundo”, comentou.

Em menos de um mês, três cães foram esfaqueados na cidade. Além do animal agredido no Bairro Platina, outros dois sofreram a mesma violência no Bairro Independência.

“Um morreu no momento em que eu achei. O outro morreu poucos dias depois”, acrescentou o veterinário.

Cuidados

Carlos Alves também lembrou que deixar o animal sem alimentação adequada também é considerado crime de maus-tratos. Em 2019, ele recebeu um cachorro que chegou muito magro ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da cidade. Outros dois que estavam junto não sobreviveram.

Conforme a PMMA, em 2018 foram registradas 15 ocorrências de maus-tratos no município. Também foram resgatados 131 cachorros.

As consequências vão além da agressão física. Na sede da Sociedade Protetora dos Animais de Ituiutaba (SPAI), estão mais de 200 cachorros. Muitos deles com histórias tristes.

“Se o animal em alguma fase da vida o animal passou fome, sede, entre outros, isso vai acarretar no desenvolvido dele, com trauma, ou até infelizmente vai acabar morrendo”, alertou o veterinário.

“Infelizmente a gente já venceu todo tipo de maus-tratos possíveis. desde mutilações a práticas horrendas de zoofilia, animais muito machucados, anêmicos, desidratados”, disse Mariana Santana, presidente da Associação Protetora dos Animais.

Bons exemplos

Alguns desses animais têm um pouco mais de sorte. Longe da violência das ruas, a operadora de caixa Scarlet O’Hara Borges fez da casa dela um lar. Scarlet abrigou cães e gatos e deu carinho aos animais. Ela se tornou uma guardiã.

“Tem muita gente que já tem consciência, mas infelizmente muitos ainda não têm sobre o cuidado e amor para com os animais”, concluiu.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.