Polícia recolhe animais que seriam vítimas de maus-tratos na casa de suspeito de decepar patas do pit bull Sansão

Polícia recolhe animais que seriam vítimas de maus-tratos na casa de suspeito de decepar patas do pit bull Sansão

A Polícia Militar recolheu neste sábado (11) animais de estimação na casa do homem suspeito de decepar as patas de um pit bull, em Confins, na Grande BH. A operação foi solicitada pelo deputado estadual Noraldino Júnior (PSC).

De acordo com Noraldino, dez animais foram resgatados e muitos deles estavam morrendo de calor e de sede. “Eu fui até o local e verifiquei que tinha outros animais lá, então organizei uma ação para que nós pudéssemos garantir o bem-estar de todos os animais. Quando nós chegamos hoje eu pedi o apoio da Polícia Militar, nós nos deparamos com vários animais em situação de maus-tratos. Nós garantimos o resgate de todos os animais”

O deputado explica quais serão as punições sofridas pelo suspeito. “O agressor será autuado pela Secretaria de Meio Ambiente em relação a esses animais também a multa é R$ 900 por animal. O que veio a óbito por maus-tratos de calor, de falta de água a multa é R$ 3.000. Então nós estamos garantindo que situações como essa não possam ficar impunes. Nós temos que dar a garantia para esses seres vivos que sentem dor, fome, sede, frio, a garantia do bem-estar.”

Noraldino cobra ainda que as leis do Brasil sejam mais severas em relação a punição de pessoas que praticam maus-tratos contra animais. “Nós temos que mudar a Legislação Federal para que o agressor que tem coragem de cometer um ato como aconteceu em relação ao qual Sansão seja preso, porque é um risco para a sociedade.”

O auxiliar de serviços gerais suspeito de agredir o pit bull Sansão negou as acusações e disse que está sofrendo ameaças. “Eu gosto muito de animal e sempre cuidei bem deles, pode ver que não tem nenhum machucado nos animais, é sempre gordinho. Eu não estou em casa, estou escondido, não posso ficar em casa que eu estou sendo ameaçado.”

“Está complicado porque eles inventaram um monte de coisa de mim, aproveitam da inocência do povo, porque o povo não tem conhecimento dos dois lados, então eles falaram a versão deles e aumentaram mais, coisa que não ocorreu, e nisso o povo caiu na mentira deles e agora eu tô sofrendo por isso, passando esses problemas por causa disso. Mas tá na justiça e espero que se resolva. Estou muito arrependido do que eu fiz, mas na hora a cabeça não consegue raciocinar, aí você faz besteira”, desabafou.

Caso Sansão

Sansão teve as patas decepadas na última segunda-feira (6). Ele estava dentro de uma empresa quando foi atacado. 

O pit bull, que é conhecido por ser dócil, recebeu doação de uma cadeira de rodas e se recupera bem.

O caso está sendo apurado pelo Ministério Público de Minas Gerais 

Por Cléver Ribeiro

Fonte: Itatiaia

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.