Polícia resgata 57 galos criados em gaiolas para serem usados em brigas no DF

Polícia resgata 57 galos criados em gaiolas para serem usados em brigas no DF
Galos de briga presos em chácara no Núcleo Rural Ponte Alta, no DF.

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) prenderam em flagrante nesta quinta-feira (29) dois homens pelo crime de maus-tratos contra animais, durante a operação “Galo de Briga”.

Durante as buscas em uma chácara no Núcleo Rural Ponte Alta, no Gama, as equipes encontraram um “tambor” – um ringue onde os galos treinam e lutam – balanças, um caderno contendo nomes de pessoas e valores de apostas realizadas, remédios, seringas, biqueira, esporas, bico metálico, buchas e cronômetro, além de 57 galos combatentes presos em gaiolas.

“Os animais estavam com características de terem sofrido maus-tratos, pois estavam com as esporas, barbelas, brincos e cristas amputadas”, relatou o delegado-adjunto da Delegacia Especial de Proteção ao Meio Ambiente (Dema), Flávio Marcondes.

“Alguns galos apresentavam as penas arrancadas em regiões específicas, tais como coxas, peito, abdominal e pescoço.”

Local no Núcleo Rural Ponte Alta utilizado para aprisionar galos que seriam utilizados em brigas.

Crime previsto por lei

Criar galos para participar de brigas é crime, segundo o artigo 32 da lei 9.605/98. O texto prevê multa e detenção de 3 meses a 1 ano a quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”.

Os suspeitos, autuados em flagrante pelo crime de maus-tratos, assinaram termos de compromisso de comparecimento à Justiça e, em seguida, foram liberados.

Os objetos relacionados aos crimes e os animais mantidos nas gaiolas foram apreendidos e ficarão à disposição da Justiça.

Materiais apreendidos em chácara no Núcleo Rural Ponte Alta, no DF — Fotos: Polícia Civil do DF/Divulgação

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.