Polícia retira cachorro de tutor após anúncio na web: ‘Troco essa carcaça’

Polícia retira cachorro de tutor após anúncio na web: ‘Troco essa carcaça’

Animal foi encontrado com ferimentos e magreza extrema, em Londrina. Responsável alegou que teve celular roubado e não soube da postagem.

PR londrina facebookdog

A Polícia Militar Ambiental resgatou, nesta sexta-feira (5), um cachorro da raça dálmata em Londrina, no norte do Paraná, por causa de maus-tratos. O tutor anunciou o animal em um grupo de trocas no Facebook, segundo a polícia, e o mantinha em local inadequado para o seu tamanho.

Na postagem, o homem diz querer um “cachorro de verdade”. “Troco essa carcaça por um cachorro de verdade, que sirva de guarda, que não deixe ladrão entrar 4 vezes. Essa carcaça dá cobertura para ladrão brinca de bola com ladrão (sic)”, afirmou, na oferta.

O cachorro vivia em um depósito de construção, onde o responsável trabalha. De acordo com a polícia, o animal apresentava sinais de maus-tratos, como ferimentos nas patas e magreza extrema, e estava amarrado a uma corrente para cães pequenos. Além disso, o espaço era pequeno para o seu porte.

O suspeito do crime alegou que o celular dele havia sido roubado, em outro texto publicado na internet. Ele afirmou estar sendo ameaçado. “O pessoal está me ameaçando. Por favor, gente, eu fui claro em dizer e mostrar que meu telefone celular foi roubado. Tomei ciência de tudo que estava acontecendo hoje, pois foi postado essa situação”, defendeu-se. “Não faça ameaças nem maldade com a minha família, como estão fazendo já (sic)”, pediu.

Conforme a Polícia Ambiental, o dálmata foi adotado por um outro morador de Londrina e passará por avaliação de um veterinário. O homem será indiciado pelo crime de maus-tratos contra animais, com pena prevista de três meses de detenção e multa.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.