Policiais atiram 17 vezes contra pitbull e animal sobrevive

Policiais atiram 17 vezes contra pitbull e animal sobrevive

Animal, que estaria atacando pedestres, foi atingido nas patas.

MG machado pittbull

Policiais militares de Machado, no sul de Minas Gerais, atiraram 17 vezes contra um cão da raça Pitbull. O animal, que estaria atacando pedestres em uma rua da cidade, foi atingido nas patas e precisou passar por cirurgia.

Segundo testemunhas, o tutor do cachorro teria trancado o bicho dentro de um carro que estava estacionado. Depois de alguns minutos, muito agitado, o cão saiu do veículo e começou a correr e atacar quem passava pelo local.

As vítimas pediram ajuda para a PM. Ao chegar no local, os policiais se aproximaram e foram atacados. Um deles sacou a arma e atirou várias vezes na direção do cachorro. Um outro militar atirou mais vezes. Atingido, o cachorro fugiu.

O Pitbull precisou passar por cirurgia em uma clínica veterinária e não corre risco de morrer. Anderson de Souza, tutor do bicho, diz que a história foi bem diferente.
 
— Ele tinha escapado e é acostumado a ficar na porta de casa, estava quietinho. O cachorro não avançou, não partiu para cima dele.

O rapaz acabou sendo preso em flagrante e levado para a delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado. Ele vai responder por maus-tratos e contravenção penal.

Fonte: Tribuna Hoje 

Nota do Olhar Animal: A histeria relacionada pit bulls, causada em grande parte pelo sensacionalismo da imprensa, tem causado muitas vítimas entre estes animais, transformados em monstros pela mídia. O maior problema relacionado às raças esta no impacto extremamente negativo que  seleção genética tem para os animais. 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.