Policial mata cachorro com tiro na cabeça em bairro da Serra, ES

Policial mata cachorro com tiro na cabeça em bairro da Serra, ES
Foto: Reprodução TV Vitória

Um cachorro da raça pitbull foi morto a tiros durante uma ação realizada na tarde de domingo (25), no bairro Divinópolis, na Serra. Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o animal estava na rua e teria avançado nos militares. Os moradores ficaram revoltados.

Testemunhas que gravaram a situação descrevem que o animal estava em uma casa localizada na rua Sabará.

As imagens, que são fortes, foram borradas. Mas, no vídeo é possível escutar os vizinhos gritando com os policiais. Veja:

A Polícia Militar afirmou, por meio de uma nota, que durante a tarde foi acionada para verificar a informação de que entorpecentes estavam sendo comercializados no bairro.

Quando a equipe chegou ao local, um homem tentou fugir por uma escada, indo em direção ao segundo andar de uma casa. Ele foi alcançado, abordado e detido.

“Após as ações no local, foi possível localizar na residência onde o mesmo estava tentando entrar 64 pinos de cocaína, 18 buchas de maconha, 12 pedras de crack, 225 bolas de haxixe e R$ 68,50 em espécie”, informa a nota da PM.

Ainda segundo a corporação, durante a ação, um dos policiais foi perseguido na rua pelo cão, que havia fugido de uma casa próxima. “O animal estava sem coleira e desobedeceu às ordens de parada do militar. O fato levou o policial a um disparo de arma de fogo”, completou.

A PM também informou que a ação foi testemunhada por uma mulher, que informou que via o cão amedrontar os que por ali passavam, sem coleira e solto pela rua.

O detido foi encaminhado para a Delegacia Regional do município.

A Polícia Civil informou que a ocorrência foi entregue na Delegacia Regional da Serra, com um suspeito de 21 anos conduzido pela Polícia Militar. O preso foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Uma cópia do procedimento foi encaminhada à Corregedoria da Polícia Militar, a fim de que seja apurada a conduta dos militares envolvidos na ocorrência.

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.