Por animais, projeto prevê fogos ‘silenciosos’ em Taubaté, SP

A Câmara de Taubaté vai analisar um projeto que prevê a utilização exclusiva de fogos de artifício silenciosos em eventos realizados em Taubaté.

O texto foi apresentado pelo vereador Douglas Carbonne (PCdoB).

O projeto prevê incluir no Código de Ordenação Espacial de Taubaté, que é de 1991, a determinação de que “atividades comemorativas desenvolvidas pela municipalidade ou por particulares obrigatoriamente utilizarão fogos de artifício silenciosos”.

Na justificativa do projeto, o vereador alega que o texto visa “proteger cães, gatos, pássaros e demais espécies do imenso barulho produzido pela queima dos fogos tradicionais, altamente prejudicial aos animais”.

O parlamentar alega que “tal atitude garante o direito dos animais sem tirar o sentido das apresentações pirotécnicas, ao mesmo tempo, mantém intacto o brilho aos eventos tradicionais”.

Ainda não há previsão de quando o projeto será votado.


Nota do Olhar Animal: É um avanço. Ao menos do barulho, que chega a causar vítimas fatais, animais humanos e não humanos serão poupados. Porém, a claridade dos fogos luminosos prejudica os animais silvestres, alterando ciclos reprodutivos, por exemplo. No mais, os produtos usados em fogos de artifício são altamente poluentes. Os fogos deveriam ser simplesmente banidos.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.