Por causa de incêndio, santuário transfere 5 elefantes para área segura em MT

Por causa de incêndio, santuário transfere 5 elefantes para área segura em MT
Rana e Ramba são companheiras no santuário — Foto: Santuário dos Elefantes/Divulgação

O incêndio que atinge o Santuário de Elefantes Brasil (SEB) – o único da América Latina, fez com que a equipe do local transferisse os cinco elefantes para uma área segura na propriedade, em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá.

Segundo o SEB, a queimada começou na sexta-feira (9) por conta de uma técnica corta-fogo malsucedida em uma propriedade vizinha e se alastrou rapidamente pelo setor norte do Santuário.

VÍDEO: Focos de incêndio atingem o único santuário de elefantes da América Latina

O terreno irregular e a mudança de rota dos ventos dificultaram ainda mais o controle da situação.

Apesar do esforço de bombeiros, brigadistas, funcionários do Santuário e vizinhos da região, grande parte da propriedade foi queimada.

Os prejuízos ambientais só não foram maiores graças ao plano de contingência do próprio Santuário, que já estava alerta e preparado com tratores, caminhão pipa e demais recursos para lidar com possíveis focos de incêndio.

 Elefante Lady, que vivia na Bica, em João Pessoa,e mora no Santuário de Elefantes em Mato Grosso — Foto: Cativeiro/Reprodução
Elefante Lady, que vivia na Bica, em João Pessoa,e mora no Santuário de Elefantes em Mato Grosso — Foto: Cativeiro/Reprodução

Atualmente, o Santuário abriga cinco elefantes resgatados. Desde que as chamas se intensificaram, Maia, Rana, Lady, Mara e Bambi foram encaminhadas para os recintos um, dois e três, que ficam próximos à área de cuidados veterinários e têm dois hectares.

Por conta da relação de confiança e respeito construída entre os elefantes e a rotina do Santuário, todos os animais estão bem e se alimentando normalmente, e não apresentaram nenhum sinal de estresse ou reação adversa à situação.

O santuário

A instituição começou a operar no local há três anos. Atualmente, o local abriga cinco elefantas asiáticas, conhecidas como Maia, Rana, Lady, Mara e Bambi, que foram resgatadas de circos onde sofriam maus-tratos.

Elefanta Guida foi resgatada junto de Maia em 2016 pela equipe do Santuário de Elefantes Brasil. — Foto: Arquivo Santuário de Elefantes Brasil (SEB)
Elefanta Guida foi resgatada junto de Maia em 2016 pela equipe do Santuário de Elefantes Brasil. — Foto: Arquivo Santuário de Elefantes Brasil (SEB)

Bambi é a 7ª moradora do Santuário de Elefantes do Brasil. Guida e Maia foram os primeiros elefantes do santuário e chegaram em Mato Grosso em outubro de 2016. Também já viveu no local a elefanta Ramba, que morreu em dezembro do ano passado. Guida morreu em junho, também no ano passado.

O santuário em Chapada dos Guimarães é o único da América Latina. No mundo todo, há seis santuários do tipo. O Brasil foi escolhido para a instalação do local de proteção aos elefantes tanto pelo posicionamento geográfico, quanto pelo arcabouço legislativo mais favorável.

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Um dos argumentos usados por quem quis impedir a criação do santuário foi a de que os elefantes iriam degradar a área. E o que ocorreu foi exatamente o contrário, as áreas naturalmente começaram se regenerar. E agora, serão tão rigorosos com o fazendeiro que coloca fogo na mata? Ele será proibido de exercer atividade na área? O SEB, como mostra a reportagem, estava preparadíssimo para enfrentar situação como esta. A mesma sorte não teve grande quantidade de animais soltos na natureza que morreu nas chamas.

O ano de 2020 tem sido desafiador para todos no Mato Grosso. Temos acompanhado de perto os incêndios no Pantanal e em…

Julkaissut Santuário de Elefantes Brasil Lauantaina 10. lokakuuta 2020

Santuário de Elefantes tem impacto positivo na fauna e flora locais

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.