Por dentro do Santuário Belitsa, um refúgio na Bulgária para ex ursos dançarinos

Por dentro do Santuário Belitsa, um refúgio na Bulgária para ex ursos dançarinos

Por Lauren Kearney / Tradução Alice Wehrle Gomide

Até 1993, quando a Bulgária usava os ursos para entretenimento ilegal, os filhotes eram rotineiramente capturados da natureza e separados de suas mães para serem transformados em “ursos dançarinos”. Tudo em nome da tradição e do entretenimento humano, estes jovens e assustados ursos eram forçados a ficarem em pratos ferventes de ferro ou de carvão até que eles automaticamente levantassem seus pés para escaparem da dor excruciante – e esta pequena cena de angústia era qualificada como “dança”, um espetáculo que muitos treinadores de ursos usavam para obterem lucro. Para controlar mais os ursos, os treinadores furaram seus focinhos com argolas gigantes e as amarravam com uma corda. Em qualquer momento que o urso se movesse sem a permissão de seu treinador, eles iriam sentir instantaneamente o choque da dor.

Felizmente, devido à extrema crueldade desta prática, o governo sancionou uma proibição e todos os ursos dançarinos foram efetivamente aposentados na Bulgária. Isto significou que muitos ursos foram rejeitados por seus antigos donos e simplesmente abandonados se não dessem mais lucro. Felizmente, muitas pessoas com compaixão começaram a ajudar estes ursos necessitados e dar a eles a vida que eles sempre mereceram – cheia de respeito, felicidade e liberdade.

Um lar definitivo para ursos ex-dançarinos

Bulgaria ursos dancarinos

Em 2000, a organização pelo bem-estar animal Four Paws fundou o Belitsa Bear Sanctuary para dar refúgio aos antigos ursos dançarinos que precisavam de ajuda e de um lar. Localizado perto de cidade de Belitsa no sudoeste da Bulgária, o Belitsa Bear Sanctuary é o lar de 27 ursos dançarinos resgatados. Cobrindo mais de 120.000 metros quadrados, é um dos maiores santuários de urso na Europa. E mais, é suportado pela Fundação de Brigitte Bardot.

Hoje o santuário é uma popular atração turística no país, oferecendo às pessoas uma rara visão de ursos resgatados em seu habitat natural de florestas verdes – algo que você não consegue em um zoológico. Tem também uma manutenção elevada, mas vale completamente a pena cada segundo e cada esforço.

“Cuidar dos ursos inclui muitas coisas – alimentá-los três vezes ao dia, preparar tocas para aqueles que não conseguem fazer isso sozinhos, limpar as piscinas, fornecer cuidados veterinários e muito mais”, conta um representante do santuário ao One Green Planet.

Todos os ursos neste santuário estão agora tendo vidas felizes, saudáveis e naturais graças a esta incrível organização e às pessoas sensacionais por trás desta. A maioria dos ursos aqui teve um passado traumatizante e, para muitos, as cicatrizes são permanentes. Vamos apresentar Lady M, um dos ursos que mora no parque.

A ursa cega em Belitsa

Bulgaria ursos dancarinos2

Apesar da proibição do uso de ursos para entretenimento ter sido estabelecida no começo dos anos noventa, demorou até 2007 para que todos os ursos dançarinos fossem resgatados. Lady M foi uma dos três últimos.

Esta antiga ursa dançarina chegou no santuário em um péssimo estado, muitos anos atrás. Cega devido aos anos de má nutrição e sem uma orelha, provavelmente como resultado de maus-tratos, ela estava longe de parecer aquele estereótipo de urso que imaginamos na natureza. Mesmo assim, ela não permitiu que suas necessidades a impedissem de fazer coisas normais para os ursos como, por exemplo, cavar.

Até ela ter chegado ao santuário, Lady M nunca tinha hibernado, como ursos fazem, devido às suas circunstâncias não naturais. Entretanto, a partir do momento que ela recebeu liberdade para tal, ela começou a exibir muitos comportamentos naturais típicos dos ursos. É como se mesmo através de toda a dor e sofrimento que ela passou, ela nunca esqueceu como é ser um urso selvagem.

Bulgaria ursos dancarinos3

Hoje, Lady M é uma ursa feliz e saudável, adepta a um pouco de banho de sol e um ocasional mergulho na piscina. O que mais um urso poderia querer?

Como você pode ajudar?

É extremamente incrível que um lugar como este santuário exista para o bem de todas as antigas vítimas do comércio dos ursos dançarinos. O santuário atualmente oferece tours para ajudar a financiar o incrível trabalho que eles estão fazendo, mas prover cuidado pelo resto da vida de seus residentes não é simples. Você pode ajudar esta organização a manter seus ursos fazendo uma contribuição no site http://www.vier-pfoten.bg/en/support-us/donate-via-bank-account/. Você também pode seguir o trabalho e as atualizações do santuário na sua página do Facebook https://www.facebook.com/DancingBearsPark.

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.