Por polêmica, Câmara volta a protelar lei que libera rodeios em São Bernardo (SP)

Por Leandro Baldini

Os vereadores de São Bernardo voltaram a adiar projeto de autoria do Executivo, cujo teor dispõe sobre cuidados sobre o controle de população animal. O texto, protocolado em 17 de março, é polêmico e já recebeu parecer contrário do Ministério Público, que entre os artigos abre a possibilidade de realização de rodeios no município.

A discussão em torno da matéria se arrastou, levando a sessão durar seis horas, em clima tenso que contou com grande presença de manifestantes contrários ao texto. Os oposicionistas e o G-9 – ala independente, mas governista –, insistia pela votação, enquanto a base de sustentação postergava.
Integrante do G-9, Fábio Landi (PSD) apresentou documento com cinco emendas modificativas, que, entre elas, deixa explícito veto à realização de rodeios. “Se o governo aceitasse as emendas, votaríamos favoráveis. Caso contrário, nosso voto é pelo ‘não’, em virtude de inúmeras inconstitucionalidades”, pontuou.

Presidente da Casa, José Luís Ferrarezi (PT), que foi duramente criticado, até mesmo pelos situacionistas, por adiar votação, justificou a postura de evitar derrota. “Toda vez que sentir que não há segurança para se aprovar texto de tamanha importância, vou adiar, porque é necessário ter responsabilidade”, comentou.

Fonte: Diário do Grande ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.